terça-feira, 11 de março de 2008

O Bar da Tia


O Bar da Tia fica na Rua Cajaíba entre a Rua Barão do Bananal (abastado fazendeiro e grande capitalista na província do Rio de Janeiro. Em Bananal, foi vereador, tenente-coronel da Guarda Nacional e comandante de um corpo de cavalaria na Guerra do Paraguai. Libertou escravos e dedicou-se às artes. Foi agraciado pelo Imperador D. Pedro II, no dia 29 de maio de 1867, com o título de Barão do Bananal) e Rua Raul Pompéia (jornalista e romancista, nasceu em Jacuecanga, Angra dos Reis, RJ, em abril de 1863. Bom desenhista e caricaturista. Redigia e ilustrava do próprio punho o jornalzinho O Archote. Escreveu em jornais de São Paulo e do Rio de Janeiro. Escreveu O Ateneu, "crônica de saudades", contando o drama de um menino que, arrancado ao lar, é colocado num internato da época. Pôs fim à vida no dia de Natal de 1895.
Entre estas duas personalidades na Rua Cajaíba (praia na região de Paraty-RJ), o Bar da Tia fica aberto de segunda a domingo. Um verdadeiro Cu Sujo. Uma mesa de sinuca, um caça-níqueis aposentado, cachaças e vinhos empoeirados nas prateleiras com uma organização desorganizada.
Ontem eu, o Samuca e o Laudo para lá fomos tomar umas. Laudo está numa fase esplendorosa, fazendo várias Histórias em Quadrinhos. Samuca prepara nova aula sobre o retrato e, tomando uma cerveja “estupidamente sem gelo”, Giba, o contador de histórias, acalentava uma leve tristeza pelo desentendimento com a mulher. Recitei uma poesia pra ele, que ficou feliz e foi embora.

Cancioneiro de Upsala (1490)

Se eu não a tivesse visto, não sofreria
Mas tampouco a veria
Vê-la foi meu grande mal
Mas não vê-la pior seria
Não estaria tão perdido
Mas muito mais perderia.

Iria, a dona do bar, me disse que o bar vai ser vendido e que finalmente cheguei para fazer umas fotos. “Eu acho que vai mudar muito.”

2 comentários:

Daniel Tamm Renault disse...

Eae Juvena,
tudo beleuza ?
Convida nois pra tomar uma cerva lá.
Abraço.
Daniel Renault.

LAUDO FERREIRA JR. disse...

Pode crer, Juvas, meu velho...
a cervejita estupidamente sem gelo... e tome amendoim...